Cultura + Pesquisa de design + confiabilidade da pesquisa tradicional

Sobre nós

A Zeitgeist é uma empresa de insights culturais fundada no Brasil por Rodrigo dos Reis em 2010.

Nossa missão é entregar descobertas de alto impacto, independente da metodologia, sendo tão dinâmicos quanto a cultura que observamos e mantendo os princípios de qualidade de dados em que acreditamos intactos. A ortodoxia na pesquisa deve ser um fim para dados melhores, não uma justificativa para não evoluir. Combinamos elementos da pesquisa de design e de tendências à confiabilidade da pesquisa de mercado tradicional.

A indústria de pesquisa em geral é notavelmente lenta em se adaptar, e por serem os responsáveis por investigar o que as pessoas vão querer e como a sociedade funcionará no futuro, isso é no mínimo irônico. Como uma empresa estruturalmente presa ao passado vai ajudar você a se relacionar com seus consumidores futuros?

“The fearful try to avoid collisions,

so they avoid movement."

Seth Godin

 
 

Insight Craftsmanship

Esses são os princípios que suportam nossa visão:

Sob medida, sempre.

Projetos ad hoc demandam equipes ad hoc.

A voz do consumidor é uma fonte enorme de insights mas não pode ser a única.

Os resultados não são definitivos enquanto os insights não forem tangíveis.

Assumimos nossa responsabilidade como mediadores do interesse público.

Chamamos essa visão de Insight Craftsmanship.

Ler Mais

 

Sob medida, sempre

Quantas vezes você viu briefings qualitativos completamente diferentes sendo atendidos pela mesma abordagem, muitas vezes com resultados decepcionantes? A busca por escalabilidade já fez muitas vítimas e não queremos fazer parte de um nivelamento por baixo.

“Research has to be bespoke. It has to come from the interviews in a particular way. It has to speak to the problem in a particular way. It has to be custom made. No prefab archetypes. No Jungian dartboards.”

 

Grant McCracken

 

Projetos ad hoc demandam equipes ad hoc

Muitas empresas de pesquisa tem times baseados em cliente ou em setor. Nós acreditamos que a melhor forma de criar valor para nossos clientes é justamente o contrário: construir times de acordo com as necessidades de cada projeto, para que possamos sempre trabalhar com profissionais sênior e mestres em suas especialidades. Garantimos que nossos clientes pagam por talento e não por estrutura. Nos enxergamos mais como uma rede de profissionais de alto nível do que como uma empresa comum.

A voz do consumidor é uma fonte enorme de insights mas não pode ser a única

Entrevistas qualitativas são pautadas por percepções e subjetividade e por isso, quase sempre podem ser beneficiadas por dados de outras fontes, contrastando esses resultados com o contexto geral. Nós acreditamos que todos estudos deveriam ser desenhados para triangularem fontes de dados diferentes.

This “bigger picture” approach has been in the works for some time. A.G. Lafley, CEO of P&G, asks us to see consumers more broadly. Edward Snyder, the dean of the Yale School of Management, asks us to cultivate a breadth of vision, what he calls a “third competency.” Robert Dolan of the Harvard Business School asks us to transcend the usual preoccupations of the innovation process, and see the broader context.

Grant McCracken

 
 

Os resultados não são definitivos enquanto os insights não forem tangíveis

Os trabalhos de pesquisa de mercado no geral chegam ao final quando as descobertas foram apresentadas, com pouca preocupação com como elas serão usadas. Como resultado, muitos estudo caros ficam esquecidos nas pastas de rede ou gavetas de sua empresa. Nós acreditamos que insights poderosos levam à prototipagem - e com uma rede de designers de todas as disciplinas, economistas e outros especialistas, somos capazes de entregar mais do que boas ideias.

 

Assumimos nossa responsabilidade como mediadores do interesse público

Quando estamos mundo afora fazendo campo, somos defensores de uma melhor experiência de consumo em primeiro lugar. Acreditamos muito que lucro e melhorias sociais podem e devem andar juntos o tempo todo.

 

Como trabalhamos

Essa é uma lista incompleta de nossas metodologias mais importantes. Não é uma lista definitiva porque está sempre aumentando. Algumas metodologias podem ser combinadas e adaptadas ou podemos criar algo novo a partir da necessidade de cada projeto.

Entrevistas empáticas

Trend scouts

Observações contextuais

Desk Research

Workshops

Trend Tours

Ler Mais

 

Entrevistas empáticas

São entrevistas em profundidade redesenhadas para maximizar a geração de conhecimento indo além da linguagem verbal e eliminando os viéses inerentes o máximo possível. Fazemos isso:

Gravando video - criamos um retrato mais fluido e acessível das pessoas com quem falamos, capturando sutilezas importantes e aumentando a vida útil e o alcance de nossas entregas.

Garantindo que as entrevistas acontecem sempre em algum lugar íntimo para os entrevistados (no geral em casa).

Documentando o ambiente e detalhes do estilo de vida.

Recrutando os participantes por nossas próprias redes sempre que possível, para que haja o máximo de diversidade. Histórias de vida no geral importam mais do que renda ou cotas demográficas em termos de geração de insights.

 

Usuários extremos

Preferimos entrevistar usuários extremos, especialmente se as questões de negócio são sobre inovação, desenvolvimento de novos produtos ou centradas na experiência (dica: sim, na maioria dos casos).

Um usuário extremo não é (necessariamente) um hipster ou qualquer que seja a palavra da vez para um early adopter pretensioso. Um usuário extremo é alguém com uma relação extrema e particular com o assunto de nosso estudo - pode ser um ultra maratonista, alguém incrivelmente organizado com finanças pessoais, um especialista em café e assim por diante. As necessidades particulares e repertórios profundos desses usuários nos ajudam a encontrar comportamentos emergentes e mercados descobertos, geralmente trazendo muito mais descobertas que falar com consumidores típicos. Como resultado, temos mais retorno com um número menor de entrevistas.

"There are many ways to explore current behaviours and to understand how this insight can be used as a foundation to extrapolate the future. One method is to find emergent behaviours, essentially things that people have only recently started doing and that might, if the conditions are right, become widespread. Emergent behaviours can be triggered by cultural memes(…)” 

Jan Chipchase

Trend scouts

Com as redes de influência ficando cada vez mais complexas, faz mais sentido buscar referências culturais e de mercado com públicos similares em outras partes do mundo do que olhar para nosso próprio quintal, especialmente quando falamos de inovação.

Nossa presença nas mais influentes cidades do mundo através de nossos Trend Scouts nos dá uma perspectiva global com uma operação muito enxuta. Nossos Trend Scouts são pessoas de Humanas, Marketing ou Design com um bom olhar para novidades e nuances culturais, assim como muita empatia. Eles trabalham conosco investigando o zeitgeist global para suas questões particulares de negócio.

“Even with the majority of the city’s inhabitants living in poverty, São Paulo’s massive population – just under 20 million – creates a substantial upper middle class whose youth can afford expensive import records and which supports the existence of specialist stores catering to really narrow Europhile or anglophile music tastes. Really, location doesn’t matter any more: members of the Hipster International have more in common with each other than with their physical-world neighbours.”

Simon Reynolds

 
 

Observações contextuais

As observações, uma das metodologias de pesquisa mais subestimadas, nos levam a descobertas que são simplesmente inalcançáveis por outras formas. Identificamos os espaços mais representativos, monitoramos as variáveis mais relevantes com um roteiro e trazemos registros de alta qualidade e um entendimento do contexto focado nas suas questões de negócio.

“Designers often talk of staying in step with the zeitgeist, a German term that translates literally as “time spirit” but is in itself far from a literal substance. The zeitgeist is much bigger than contemporary trends and styles: it’s a mood, an essence, and through cultural absorption a good designer can gain an intuition about whether designs are congruous or incongruous with the zeitgeist. The same can be said about what I like to call the platzgeist, a gestalt sense of the spirit of an environment, whether a neighbourhood, city, region, or country.”

Jan Chipchase

 

Desk Research

Mídias sociais, uma enorme diversidade de notícias sobre setores e públicos específicos, avanços tecnológicos, livros, documentários e estudos anteriores feitos pela sua empresa tem todos grande valor como fontes. Desk research é uma metodologia essencial para triangulação e que faz toda a diferença na visão de todo, tem um excelente custo-benefício e é o ponto de partida ideal para qualquer estudo.

 

Workshops

Inovação e pesquisa de mercado muitas vezes são vítimas de barreiras invisíveis dentro da corporação no momento da implementação. Os workshops nos ajudam a identificar essas barreiras e envolver tanto estrategistas quanto executores na tangibilização de soluções baseadas nas descobertas do campo, assim como priorizar oportunidades por custo, prazo ou outras variáveis relevantes.

 

Trend Tours

Os Trend Tours, uma de nossas metodologias mais “mão na massa”, têm grande apelo para clientes que querem vivenciar o novo.

Escolhemos cuidadosamente os locais mais influentes para uma determinada questão de negócio, tendência ou subcultura e levamos nossos clientes para um passeio. Isto envolve observar pessoas, o lado estético, design de varejo, estratégia de negócio e muita fotografia. Não existe forma melhor de empatizar do que através da experiência.

Já organizamos tours sob medida para as indústrias automobilística, de casa e interiores, de artigos esportivos, entre outras, tanto em São Paulo quanto no Rio de Janeiro.

Clientes + Projetos

Alguns dos clientes que já atendemos

Projetos em destaque

 
 

LATAM

EXPERIENCIA EM AEROPORTOS:

Para melhorar a experiência dos passageiros com a maior linha aérea da América Latina, investigamos alguns dos melhores aeroportos do mundo através de nossos Trend Scouts, observamos 8 dos principais aeroportos do Brasil, entrevistamos 96 pessoas em 7 cidades, gerando impressionantes 180 horas de material bruto de video, fizemos uma série de grupos focais com o pessoal de linha de frente e organizamos um workshop interno para refinar e priorizar melhorias.

LATAM

ECOMMERCE:

Para melhorar a experiência digital desse cliente, entrevistamos usuários extremos e realizamos exercícios cocriativos em 6 países (Brasil, Argentina, Chile, Peru, Colombia e Estados Unidos). Nossa entrega principal foi um video de 40 minutos de “quick wins” sobre mudanças de baixo custo e alto impacto para sua plataforma de e-commerce.

REDE METODISTA DE ENSINO

OBSERVAÇÕES CONTEXTUAIS + CLIENTE MISTERIOSO

Para entender a dinâmica competitiva local para um grande player no mercado de educação no país, criamos uma metodologia híbrida combinando observações contextuais e cliente misterioso, capaz de avaliar e comparar escolas por uma perspectiva tanto de serviço quanto de infraestrutura. Visitamos mais de 12 escolas em cada cidade onde o estudo aconteceu e também realizamos grupos focais com pais de alunos para sondar questões de imagem de marca. Esses dados foram complementados por informações demográficas e de geomarketing local, preparadas num desk research.

CONFIDENCIAL

Para investigar novas fontes potenciais de faturamento para um cliente, entrevistamos usuários extremos e observamos espaços de varejo tangentes a seu negócio principal. Preparamos também duas apresentações de tendências e dois workshops. Ao final do campo qualitativo, trabalhamos junto a um economista para quantificar tamanho e crescimento das áreas de oportunidades de maior potencial identificadas no primeiro estágio.